Notícias

90 dias como Developer Advocate

Em meio a tantos estudos sobre desenvolvimento e segurança, estar nessa posição de Developer Advocate, compartilhando o que venho aprendendo com a comunidade, tem sido algo gratificante e prazeroso. Por isso, decidi compartilhar algumas dicas para quem está iniciando ou mesmo considerando ingressar na área de Developer Relations.


Essa publicação tem como referência o relato de DavidSpinks sobre seus 90 dias como Developer Advocate.
Vale ressaltar o meu background da área de Marketing e Comunicação, assim como o fato da minha posição estar atualmente dentro do time de Product & Product Marketing – afinal, a Conviso é uma empresa SaaS focada em produto – o qual foi essencial para decidir alguns pontos que fizeram a diferença durante esse tempo.


Segue abaixo o processo de 10 passos que vem me ajudando e pode ajudar a você também que está iniciando agora na carreira:

Dias 1-30

1. Conheça a sua organização

Apesar de parecer um pouco óbvio, é importante enfatizar sobre a necessidade do onboarding e dos estudos que envolvem todos os processos que sobre o funcionamento da organização. Como um Advocate, é fundamental estudar profundamente os produtos e tecnologias envolvidas, porque esse domínio de conhecimento vai ser um requisito para as atividades da função.

Algumas sugestões de tasks que podem te auxiliar:

  • Ler todos os documentos públicos da empresa, como Guias, Orientações, Help, etc;
  • Estudar o material de produto, sobretudo o de benchmarking para conhecer o mercado e seus players;
  • Conhecer o GitHub da organização para ficar próximo de seus desenvolvedores, assim como os projetos open source da organização, caso tenha;
  • Estudar sobre a cultura da organização, pois é nela que você vai se inspirar para atuar com desenvolvedores externos e sua comunidade e;
  • Aprender sobre como a empresa se posiciona externamente, ler os materiais de comunicação e recomendações de marketing.

2. Conheça os líderes e colaboradores da sua organização

Conhecer processos não é o suficiente para entender de fato o funcionamento da organização. Empresas são ambientes complexos, porque são formadas por processos e pessoas.

Dessa forma, foi importante conhecer os líderes e colaboradores, a fim de alinhar expectativas e difundir sobre relevância da função de Developer Advocate. É provável que algumas pessoas não conheçam exatamente o papel de um Advocate ou apresentem visões diferentes sobre. Dessa forma, é necessário alinhar essas perspectivas, um processo que se mantém constante.

Sugestões para esse processo:

  • Agendar reuniões com todos os líderes com objetivo de perguntar sobre os objetivos de seu time;
  • Marcar encontros com alguns colaboradores a fim de entender alguns processos na prática;
  • Envolver-se nas discussões e reuniões coletivas, perguntar o que pode parecer óbvio e;
  • Questionar a todos qual a visão acerca do papel de Developer Advocate na organização e alinhar as expectativas.

3. Conheça outros Developer Advocates e entenda melhor o papel de sua função para o seu negócio

Antes de mais nada, por que não ampliar sua rede de relacionamento com outros Advocates e, além disso, entender a atuação dessas pessoas para agregar à sua?

Tendo isso em vista, fazer um benchmarking no mercado, ou seja, estudar e avaliar ações de pessoas nessa função em players concorrentes, foi essencial para ampliar a visão da minha função e adotar algumas dinâmicas antes não cogitadas.

Algumas sugestões para aprender com quem já passou pelos mesmos desafios:

  • Procurar no Linkedin/Twitter pessoas da sua área na mesma função e ampliar sua rede de relacionamentos;
  • Contatar e marcar uma conversa com as que lhe retornarem;
  • Transformar suas dúvidas em perguntas diretas, anotar e aplicar todas as respostas que acrescentem algo no seu dia a dia;
  • Visitar as comunidades de players do seu mercado e conhecer o trabalho do seu time DevRel e;
  • Ler materiais e livros sobre a função e discutir com seus líderes os resultados relevantes.

4. Conheça as comunidades de desenvolvedores e fique ligado nos eventos da área

Como responsável por estratégias que promovam a comunidade de desenvolvedores e que ajudam a direcionar as ações em torno das relações com o desenvolvedor da empresa, um Advocate também precisa estar por dentro de outras comunidades e aprender sobre suas dinâmicas nas diferentes plataformas.

Nesse intuito, fazer um mapeamento de comunidades e eventos da área de atuação da organização pode ser um caminho interessante para no caso em que a empresa esteja construindo uma ponte com esses ambientes. O mapeamento de eventos também é fundamental para começar a organizar a agenda de apresentações e palestras futuras.

Esse trabalho ajuda a obter uma compreensão mais profunda das forças que moldam os mercados, além de integrar o papel do Advocate com o do time de Produto na obtenção de ideias e oportunidades para o produto.

Algumas dicas para iniciar essa parte:

  • Coordenar iniciativas de marketing para construir relacionamento com outras comunidades de desenvolvedores;
  • Buscar em plataformas como Facebook, Linkedin, Twitter, Slack, Discord, Telegram, Stackover Flow, grandes comunidades da área de seu negócio, priorizando comunidades de seu interesse;
  • Interagir com outros desenvolvedores e entender como a dor deles pode ser solucionada com o produto de seu negócio;
  • Atualizar sobre os grandes acontecimentos, trends e discussões desses espaços e;
  • Anotar todas as observações possíveis para estar sempre preparado a dar feedbacks da sua atuação nesse segmento.

Dias 30-60

5. Analise os dados e relatórios acerca dos desenvolvedores que utilizam seu produto: futuros membros da sua comunidade

É importante ter uma compreensão de onde estão todos os dados para a comunidade de seu produto. Isto é, saber o local em que se encontra informações como: quem são os desenvolvedores, quantos são, tipos de contato, e demais pontos importantes. Se é a primeira vez fazendo isso, não haverá nada configurado ainda.

Além disso, muitas vezes será necessário contar com a ajuda de outros membros da equipe, a fim de obter acesso e permissões para diferentes conjuntos de dados.

Em sua pesquisa, busque descobrir:

  • Que dados da comunidade existem hoje?
  • Onde esses dados se encontram?
  • Como estamos relatando a saúde da comunidade e o impacto dela nos negócios?
  • Quais ferramentas estamos usando para organizar, analisar e relatar dados da comunidade de desenvolvedores?

6. Seja um membro ativo dos espaços e canais comunitários dos desenvolvedores de seu produto e planeje o envolvimento com a comunidade

Agora que você tem acesso aos dados e sabe quem são as pessoas desenvolvedoras que utilizam o seu produto, o próximo passo é conhecer os futuros membros de sua comunidade.

Mesmo que não haja um programa comunitário “formal”, provavelmente há muitos canais que estão sendo usados para se comunicar e conectar os clientes. Familiarize-se com tudo isso

Nesse sentido, é importante entender:

  • Essas pessoas interagem entre si sobre seu produto? Se sim, em quais canais?
  • Essas pessoas interagem com o seu produto por meio de projetos open source do seu negócio?
  • Quais canais são utilizados para se comunicar com os desenvolvedores?
  • Quem é o responsável por gerenciar esse canal de comunicação?
  • Se ainda não há essa comunicação, procure iniciá-la, seja via GitHub, e-mail ou rede social.

7. Analise as possíveis metas de negócio tendo em mente os dados que obteve sobre a comunidade

Depois de falar com os líderes da empresa e membros da comunidade, você poderá reunir suas ideias iniciais sobre quais podem ser os objetivos de sua comunidade.

Suas ideias de metas precisam ser as mais específicas possível para que outros membros de sua equipe possam lhe dar um feedback claro.

Absorva os feedbacks, adapte seus objetivos, depois volte e peça novos, até que todos se sintam confortáveis com o plano proposto.

Para esse ponto, pense nos seguintes critérios para suas ideias:

  • Como a comunidade de desenvolvedores impactará o negócio?
  • Quais são as oportunidades que você percebeu até então, para a construção de sua comunidade?
  • Quais são os objetivos de sua comunidade?
  • Quais métricas você utilizará para medir o impacto de sua comunidade?

Esta etapa é muito importante. 

Se você não tiver metas claras ou dados suficientes, não avance com a estratégia, porque você pode acabar montando um plano descolado da realidade do seu negócio. Faça rascunhos, converse com os membros de sua equipe e planeje.

Dias 60-90 adiante

8. Converse com seu público de desenvolvedores: participe das publicações da empresa, podcasts e demais mídias sociais

Hoje em dia, as empresas tentam de todas as formas se comunicar com o seu público via redes sociais e demais canais de comunicação.

Agora que você já conhece melhor o seu negócio e o seu mercado, alinhado com a Comunicação e Marketing você pode se comunicar com os desenvolvedores por meio de desenvolvimento de conteúdo técnico.

Lembre-se que um dos papéis do Developer Advocate é auxiliar o desenvolvedor que utiliza o seu produto por meio de criação de documentações, vídeos e demais materiais informativos e didáticos.

Para produzir conteúdo como Advocate, seja original, criativo e se coloque no lugar do seu público, pois a internet está cheia de conteúdo sobre todos os assuntos.

Para ajudar nesse processo:

  • Alinhe com a equipe de Comunicação e Marketing sobre os assuntos importantes a serem tratados nas mídias da empresa e lacunas técnicas que você pode suprir;
  • Analise os canais que seu público consome. Eles escutam mais podcasts? Vídeos no YouTube? Ou preferem ler blogs e threads do Twitter?;
  • Revise os eventos da sua área e planeje a construção de conteúdo para palestras e lives e;
  • Crie o conteúdo e peça feedbacks aos membros do seu time e demais colaboradores.

9. Participe dos encontros de sua organização e dê seu feedback, valorizando o impacto inicial de um Developer Advocate

Volte para todos os líderes com quem você falou inicialmente e compartilhe seus avanços. Peça feedback para saber se os seus objetivos estão alinhados com os deles e se eles têm alguma ideia de melhoria ou avanço.

Certifique-se de que seu plano esteja alinhado com as necessidades deles e que seja algo em que se sintam animados a participar.

Algumas dicas para facilitação:

  • Ressalte os seus achados durante as reuniões de liderança e/ou encontros gerais;
  • Documente todo o seu avanço e compartilhe com a organização;
  • Peça feedback individual quando achar necessário, seja para o time de Sales, CS ou Marketing.

Lembre-se, esse processo é contínuo e muitas vezes pode tomar tempo, principalmente tendo em vista a comunicação assíncrona. 

Se você não contar às pessoas o que está fazendo e quais são os resultados, elas não terão ideia do que você está realizando.

10. Comece a construção de sua comunidade

Esse ponto é para quem, assim como eu, iniciou há pouco tempo nessa jornada e precisou planejar muitas etapas para chegar nesta fase.

Esse processo pode ser muito lento e demorar meses, dependendo do nível de conhecimento que você possui sobre o produto, seu estágio, e também de como o público de desenvolvedores interage com a sua ferramenta.

O segredo é começar pequeno e no tempo certo.

Se você ainda não tem um programa comunitário, comece testando a ideia proposta por David Spinks de “Comunidade Mínima Viável” com um pequeno evento ou grupo.

Sabendo disso, tenha em mente informações como: dados dos usuários de seu produto; principal canal utilizado pelos devs; objetivos e métricas levantadas para analisar sua comunidade; e como a construção dessa comunidade impactará o seu negócio.

Um ponto importante é o de rever sua estratégia a cada trimestre e definir novas metas com base no que você está aprendendo.

Se você já tem algum programa de comunidade em execução, pode aproveitar esta oportunidade para implementar as mudanças estratégicas que você levantou durante todo esse tempo.

Desenvolvendo uma nova comunidade

Vale lembrar que esse conteúdo não é uma prescrição de ação para a função de Developer Advocate, sobretudo porque é uma posição que diferencia a atuação dependendo do segmento da empresa e da estratégia de negócio da mesma. 

Espero que esse conteúdo ajude aqueles e aquelas que estão começando agora como Developer Advocate e assumindo a comunidade de uma nova empresa.

Se você iniciou recentemente no cargo ou está interessado em fazê-lo, sinta-se à vontade para entrar em contato.

About author

Articles

Developer Advocate na Conviso, apoiando desenvolvedores e profissionais de segurança na melhoraria da qualidade e segurança de suas aplicações.
Related posts
Notícias

Conviso adquire N-Stalker e conquista clientes em mais de 30 países

Após 14 anos no mercado brasileiro, Conviso adquire N-Stalker, conquistando, assim, clientes em…
Read more
NotíciasSegurança de Aplicação

A importância de capacitações em AppSec para times de desenvolvimento

Em 2020, a Conviso realizou uma pesquisa com empresas do Brasil inteiro para entender como se…
Read more
NotíciasProduto

Conviso passa por rebranding e reforça seu posicionamento de empresa Dev First, SaaS e global

A Conviso passou por um processo de rebranding, e anuncia seu novo site, nova identidade visual e …
Read more

Deixe um comentário